Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP

segunda-feira, fevereiro 11, 2008

Incapacidade

Noite passada, morreram, em um acidente de trânsito, cinco meninas na faixa dos 20 anos de idade.
Estavam em sete dentro do carro, voltando de uma festa. Na qual tinham bebido. Dentro do carro, os bombeiros encontraram bebidas.
Trafegavam na contramão, bateram de frente com um caminhão, o carro caiu num barranco.

Provavelmente era um grupinho animado de amigas que saíram juntas. Que acharam superlegal ficar meio bêbadas, e fazer pequenas loucurinhas na balada. Que entraram no carro rindo e brincando umas com as outras. Que comentavam entre si sobre os caras com quem ficaram. Talvez uma delas tenha dito que a mãe dela ia matá-la por conta do horário, já tão tarde. Nem precisou da ajuda da mãe para isso.

Boas meninas que perderam a vida em um momento de irresponsabilidade. Como sempre acontece. Como sempre digo para minha filha: basta um único segundo, para que tudo se acabe, para que a vida mude radicalmente, para que se perca o controle das próprias ações e sobre um profundo arrependimento. Quando sobra.

Fico mortificada com notícias como essa. Me vejo na pele das mães dessas meninas, recebendo uma notícia dessas, e sentindo o mundo desabar. Porque não adianta orientar, educar, aconselhar. Uma hora, a decisão passa para a mão dos filhos, e só nos resta torcer e rezar para que ela seja a decisão acertada. Ou a menos pior.

Eu queria que o tempo voltasse, para aquela época tranqüila em que a minha filha estava sempre sob meus olhos, e que eu podia protegê-la todo o tempo.

Para o tempo em que eu me sentia supermãe. Hoje, com uma notícia dessas, me sinto frágil e incapaz, e peço à Nossa Senhora, que é mãe, que proteja a minha menina.

Maria, passa na frente e me ajude a resolver o que não posso resolver sozinha.

2 Comentários:

Blogger Luciana disse...

Amém.

3:28 PM  
Blogger Re disse...

Triste mesmo.
Muito triste.
bjs
Re

4:23 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial