Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP

domingo, abril 27, 2008

Terceira idade

1. Família

Estava eu saindo do quilinho onde costumo almoçar, perto da confecção, no delicioso e arborizado bairro do Alto da Boa Vista e uma velhinha me chama:
- mocinha (adoro isso, para as velhinhas somos sempre umas ninfetas), em que numeração da rua nós estamos?
- altura do número 1080 - respondi.
- ah, e você sabe me dizer para que lado é o número 2274?
- é pra lá, mas é longe para a senhora ir andando (de de bengala ainda por cima), não quer que eu dê uma carona?
- não, não precisa ter esse trabalho, eu vou andando mesmo.
Eu olhei pra ela, para a bengala em uma das mãos, para os óculos de lentes grossas, os cabelos brancos... e para as calçadas irregulares do bairro:
- não é trabalho, eu vou justamente praquele lado mesmo - mentira.

Ela concordou, entrou no carro, e no caminho foi me contando:
- é que eu não enxergo de um olho e do outro só tenho 10% da visão. Mas tenho mania de sair sozinha e acabei virando para o lado errado e me perdendo.

Paro em frente ao número que ela tinha me dito, ela se despede:
- muito obrigada, você é um amor. Aqui é uma casa de repouso e eu vou visitar a MINHA MÃE que tá internada aí...

2. Schumacher

A mãe da minha sócia aprendeu a dirigir já com seus 70 anos, no interior da Bahia.
Ela dirige pra cima e pra baixo, mas tem um detalhezinho: ela não sabe dar ré no carro.
Quem disse que ela se aperta? Pintou uma manobra pra fazer, ela desce do carro e chama o primeiro que passar pela rua:
- ô menino, venha cá, faça o favor de dar uma ré e virar o carro pro outro lado pra mim?

3. Perigoso meliante

Minha amiga tem um amigo cujo pai já está mais que gagá. Eles moram no interior e todo o bairro já o conhece e sabe que ele se perde, então quando um vizinho o vê sozinho na rua, trata logo de recolher e levar de volta pra casa.

Um dia, um policial o encontrou, levou para a delegacia e de lá ligou para o filho ir buscá-lo.

O filho chega na delegacia e encontra o pai sentado na cadeira, cabisbaixo. Ele chama pelo pai que, ao ouvir a voz do filho, levanta a cabeça e olha pra ele surpreso:
- ô, meu filho! pegaram ocê também????

8 Comentários:

Blogger Virgínia disse...

ashduadhaushduah Pegam ocê também foi a melhor! É incrível como acho perigoso idoso sozinho na rua ou em casa. Pode cair, pode ser atropelado e hoje em dia ninguém se preocupa em ajudar. Bj

10:06 AM  
Blogger Ana disse...

Hahahahahaha
tadinhos! Adorei o último!

5:58 PM  
Blogger Cláudia disse...

Meninas, é uma das melhores histórias que já ouvi na vida, imagina o filho!
beijo

7:08 PM  
Anonymous Anônimo disse...

Que graça!!! "Vou visitar mamãe". "Bença mãe, Deus te abençoe filha..Pegou carona?, menina você não sabe que essa cidade está um perigo?"
Bjs. Rosana.

8:09 PM  
Blogger Re disse...

Adoro histórias da vida real....
beijos

4:21 PM  
Blogger "a" MH disse...

esses velhinhos são impagáveis!

melhor mesmo é a senhorinha cegueta, de bengala, visitando a mãe! quem sabe um dia a gente chega lá... hehehe

9:59 AM  
Blogger Luciana disse...

AHAHAH
AHAHAHA
AHAHAHAH
... pegaram vc tb é ÓTEMO!
bjus

3:54 PM  
Blogger Tati disse...

excelente... meu pai tem 81 anos, e já está assim... Foi ao dentista ontem, e quando a assistente lhe entregou um pedacinho de papel toalha (para limpar a boca quando cuspimos) ele perguntou se ele ia ganhar um sanduíche depois da consulta.........
beijo

12:56 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial