Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP

domingo, junho 21, 2009

Minha música, meu momento

A Nade convidou, eu aceitei a proposta de blogagem coletiva sobre música, já que hoje é do Dia da Música.

Algumas músicas marcam a vida da gente e nos faz recordar de momentos alegres, tristes, engraçados... Não sou fã do Cazuza, mas Amor da minha vida, daqui até a eternidade... (tão pouco fã que nem sei o nome da música) é a música que eu cantava pra Belinha quando ela nasceu. Cantava sempre, quando ela era pequenininha, e no aniversário dela de 15 anos, no clipe de restrospectiva das fotos, ela usou essa música como tema. Fiquei emocionadíssima. porque ela traduz tudo o que eu sinto por ela.

E também não posso mais cantar Se essa rua fosse minha sem emendar o final em A canoa virou, porque era assim que eu embalava a Bela no meu colo toda noite pra dormir, olhando pra carinha dela, os olhinhos dela lutando para ficar abertos, somente para perder a guerra logo em seguida. Se eu fosse um peixinho e soubesse nadar eu tirava a Bebela lá do fundo do mar...

Do meu casamento, a música mais marcante nem foi o Tema de Tara, com o qual entrei na igreja me sentindo a própria Kate Scarlett O'Hara. Foi a música do juramento, que já me disseram o nome mil vezes e eu nunca me lembro, só consigo me lembrar que Cauby Peixoto gravou uma versão em português, chamada Serenata (vem junto a mim, ouvir a canção, feita na solidão...). Durante um tempão eu achava que era Serenata de Debussy, mas quando cantarolei em nã-nã-nã-nã para o quarteto de cordas que ia tocá-la na cerimônia, descobri que não era nada disso, mas nunca consegui guardar o nome da música e nem do autor. Mas se eu a escuto na mesma hora me vem à cabeça o som da voz do meu ex-marido: eu, Fulano, te recebo Cláudia, como minha legítima esposa e por aí vai. É um juramento corajoso e emocionante, comprometer-se com alguém diante da família e dos amigos, e penso que, por isso, essa é a música que mais me lembra minha cerimônia de casamento.

Isso sem contar as músicas do começo dos anos 80, a maior parte me lembra férias na praia, ou as vezes em que ia andar de patins no roller. Can You See the Light me faz lembrar quase toda a coreografia da apresentação de jazz no Teatro Nacional de Brasília.

Mas o mais inusitado disso é Just My Imagination, do Lillo Thomas. Toda vez que eu escuto essa música eu me vejo adolescente, de férias no Rio de Janeiro, descendo de carro por uma estrada que acho que ia para Jacarepaguá - ou voltando de lá, talvez? não lembro bem.
Nada marcante aconteceu naquele dia, não era nenhuma ocasião especial, mas a lembrança é forte e nítida: a voz mansa tocando no rádio, o sol de verão se pondo abrandando o calor, a vida era leve e gostosa como deveria ser todo o tempo.

11 Comentários:

Blogger Nade disse...

Que trilha, heim!
Cláudia, às vezes, a música que mais nos marca é aquela que está relacionada com uma fase das nossas vidas em que temos uma saudade gostosa de sentir...
Confesso que não conheço esta música do seu casamento, mas fiquei curiosíssima! Agora, a da sua adolescência eu conheço... Linda demais! E que lembrança, querida!
Obrigada por ter participado da Coletiva, viu!
Bjs, bjs

8:06 PM  
Blogger Elaine disse...

Olá!
A música que cantava para a sua filha é Exagerado. Que vem a ser a música que eu escolhi como tema para a blogagem.
Beijos e fique com Deus.

10:24 PM  
Blogger Sonhos & melodias disse...

Oi Claudia, muito boa sua narrativa sobre suas músicas em sua vida. Amo Cazuza, essa música é linda. E as demais também são ótimas. O que seria de nossas vidas sem trilha sonora não? Também participo dessa blogagem e te espero por lá.
Bjs

10:43 AM  
Blogger Mírian Mondon disse...

Olá Claudia!
Foi um prazer conhecer seu blog e um pouco de voce nesses momentos especiais da sua vida! Obrigada por compartilhar.

Tive que postar um dia antes pois ontem trabalhei até as 2 da manhã! :) Mas hoje já começo a visitar os participantes dessa blogagem cheia emoções e música!

Ótima semana para voce!

12:24 PM  
Blogger Comunicadoras disse...

Gostei de ler o seu texto, pois as músicas e os lugares que menciomou me levaram até ao meu querido Brasil. Digo meu, pq o considero a minha 2ª Pátria; vivi em Guartatinguetá 14 anos, nasceram lá os meus filhos e tb os adormecia cantarolando essas musiquinhas. Participamos nesta blogagem, eu e a minha amiga Hermínia...; temos lá 2 músicas dois momentos; uma é o meu momento que foi passado no Brasil e a música..., bem..., acho que vai gostar. Beijinho

Emília Pinto

1:56 PM  
Blogger Paulo Roberto Montanaro disse...

Olá Cláudia. Tudo bom?

Bem legal o seu texto. E as músicas realmente são ótimas. São tantas as músicas que marcaram a nossa vida, né? E o mais legal é quando não sabemos o nome, quem canta, nem nenhuma palavra da letra. Me sinto assim com algumas músicas que ouvi quando criança, em inglês. Não conhecia artistas, vozes, ou entendia uma palavra sequer, mas são musicas inesquecíveis que nem dá pra procurar no Google...

Parabéns e obrigado por partilhar!

Tbm estou participando da blogagem coletiva. Se puder, passa lá me fazer uma visitinha no Pensando Imagem e Som!

Há braços
Paulo

2:37 PM  
Blogger Paulo Roberto Montanaro disse...

Pois é, Cláudia... morar no interior é assim mesmo: cinema era coisa de rico! hehehehe E meus pais não tinham como pagar três entradas na época. Com a escola, paguei meia e sozinho...

Enfim, olha o que essa blogagem coletiva nos proporciona, né? Encontros de blogs e pessoas e mundos tão diferentes, unidos por um ponto. Nesse caso, a música!

Há braços
Paulo

7:16 PM  
Blogger Serena Flor disse...

Estive ocupada por estes dias e somente hoje estou podendo visitar os amigos da blogagem.
Adorei a música escolhida minha querida...linda mesmo!
Um grande beijo e ótima semana!

8:08 PM  
Blogger Olavo disse...

Essas recordações da infancia acho que são as melhores..
Bela postagem
Beijos

7:22 AM  
Anonymous Giovanna disse...

Ai, que coisa mais linda essas lembranças, é impossível ler o seu texto e não lembrar da minha trilha sonora, tb... adorei! quer dizer que vc ainda lembra a coreografia de Can you see the light???????? isso é que é memória...rs... a coreografia eu esqueci, mas ainda me lembro de duas marmotas voltando pra casa depois dos ensaios, pose de bailarinas, aquele troço de tricô nas pernas, cantarolando e marcando os passos, pelo meio da rua, mesmo...rs... la, la, la, la, ra,la, la,la,la,la,la,la, rá....
bjos

12:32 PM  
Anonymous Michell Niero disse...

Olá, como vai?

Antes de tudo, parabéns pela iniciativa de utilizar seu blog para unir pessoas em torno de alguma causa. Assim como você, acreditamos no potencial da blogagem coletiva como formato possível de união e mudança na sociedade.

Criamos recentemente o blogagemcoletiva.org (www.blogagemcoletiva.org). Trata-se de um agregador de conteúdo voltado à divulgação de mobilizações coletivas realizadas via internet.

A idéia é tanto auxiliar o blogueiro a potencializar suas manifestações como também divulgar os resultados obtidos através de sua iniciativa. O funcionamento é semelhante ao de indexadores como Uêba, Ocioso e Linklog. Tudo pode ser feito sem a necessidade de cadastro. O blogueiro nos envia sua manifestação por meio do link “envie uma blogagem” presente no topo da página e, se tudo estiver dentro das nossas políticas de publicação, ela será divulgada no site.

Ah, e para incentivar a adesão da blogosfera nós criamos um ranking, onde os visitantes podem declarar por meio do voto sua participação ou apoio à causa. A manifestação mais votada a cada semana ganhará destaque especial no site.

Podem ser blogagens coletivas, memês, petições, campanhas, protestos e toda e qualquer manifestação válida que busque contribuir de alguma maneira com a sociedade. Por isso, junte seus (suas) companheir@s de blogagem e faça da blogosfera um mais produtivo e engrandecedor. E conte com a gente para que sua iniciativa contamine mais e mais pessoas!

Se puder divulgar a gente em seu blog, seremos muito gratos!

Viva a democracia!
Michell Niero

4:42 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial