Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP

quinta-feira, outubro 15, 2009

Uma ode à amargura

Eu não sou uma pessoa reclamona. Sempre acho que deve-se reclamar das coisas por um período e depois usar a energia e o tempo que se passa reclamando na busca da solução do problema, ou ao menos na tentativa de amenizá-lo. Quando tenho algum problema para resolver no trabalho, gosto de trabalhar muda e concentrada, se possível fosse não atenderia nem o telefone. Não tenho vontade de conversar ou de falar sobre o assunto ou mesmo sobre o que quer que seja.

Mas de uns tempos pra cá tenho andado uma chata. O ano tem sido dificílimo para a confecção e o que me mantém trabalhando arduamente é a convicção de que o ano que vem não tem como ser pior do que este que passou. Porque, se ele for 1% pior, teremos de pedir falência. É tanta notícia ruim que cada vez que alguém me pergunta tudo bem?, eu respondo. E a resposta tem sido sempre um azedume de reclamações sobre um assunto qualquer relativo ao trabalho. Um saco - eis aqui mais uma reclamação.

Não que a vida pessoal ande uma maravilha. Nada de ruim vem acontecendo, graças a Deus: minha família está ótima, minha filha contente com a faculdade, adoro minhas aulas de italiano, meus amigos estão todos bem, cada um com sua carga de problemas, mas em sua maioria conseguindo lidar com eles da melhor forma possível. Só que, com tanta carga no trabalho não me sobra energia nem vontade nem tempo para ter alguém.

Atenção que não estou dizendo que tem uma fila na minha porta e eu dizendo volte amanhã. Nada disso, porque apesar de pobre soberba e baronesa arruinada, ainda não perdi de vez a sanidade. Mas sabe quando te falta vontade de investir, que só de pensar dá uma preguiiiiiça, e preguiça gera ainda mais preguiça e você acha até que já perdeu o jeito? Pois é bem o meu caso. Me arrumo, me olho no espelho e penso: tIo bonita!, só que saio de casa numa vibe tão xoxa que acabo contaminando o ambiente com meu desânimo.

Com isso, um ciclo vicioso vem se formando: trabalho em excesso, vontade de ter alguém legal comigo, falta de ânimo para investir em um relacionamento, e por isso me sinto sozinha, e acabo trabalhando em excesso, o que me dá mais desânimo ainda e la nave va.

Me matriculei em uma academia faz uns 5 dias e até agora não apareci por lá. Esta noite coloquei o relógio pra despertar bem cedinho, na intenção de madrugar por lá, porque o exercício físico me faz um bem danado (tenho a maior preguiça de ir, mas quando estou lá, fico me perguntando porque fiquei tanto tempo sem). E aí perdi o sono às 4 da matina, por ter ido dormir pensando em que solução darei para um problema de um cliente, em como vou planejar a volta às aulas em um cenário tão instável - dois colégios que atendo perigam fechar as portas, mas ainda estamos na incerteza, numa época em que eu já deveria ter montado todo o planejamento para janeiro - como farei para pagar as dívidas da empresa, até onde posso segurar a compra do material necessário para a volta às aulas uma vez que não temos como arcar com o pagamento deste material antes do final de janeiro, como farei para produzir tudo o que tenho de produzir até lá...

A cabeça não para enquanto durmo e assim, às cinco e meia da manhã, quando deveria estar levantando e me arrumando para a academia, eu estava exausta e caindo de sono. E não fui, mais uma vez.

Deveria me alimentar melhor mas não consigo me organizar para isso e acabo pulando o almoço porque é uma hora em que estou pilhadíssima e fico no afã de aproveitar cada minuto para fazer mais e mais na tentativa de vencer a correnteza contrária e conseguir jogar mais areia dentro do buraco do que a quantidade que ele consome. Quando algum amigo me chama para almoçar, acabo usando como motivação para parar e comer alguma coisa que não seja uma lata de sardinha, ou uma sopinha Vono ou um polenghinho.

Uma droga tudo isso, e fico me sentindo péssima companhia porque tudo o que desejo quando converso com alguém é reclamar, reclamar, reclamar, reclamar. Não posso aceitar que meus esforços estão sendo em vão e que não sou inteligente ou boa o bastante para achar a saída. Se isso é vaidade ou inconformismo, eu não sei precisar, mas ao mesmo tempo em que a empresa cresce, ela se endivida ainda mais, e eu não consigo frear isso porquê?

Amanhã, como diz Kate Scarlett O'Hara, será um novo dia! Dia este no qual espero conseguir finalmente estrear minha academia, reclamar menos, fazer mais, e vencer o que quer que seja que esteja atravancando o progresso.

E se nada disso acontecer, meus pais estão chegando para passar dez dias aqui comigo. Então, ainda que a coisa continue muito, muito preta, ao menos terei o colo deles no fim do dia.

O que sempre levanta o ânimo de qualquer um!

Desculpem pelo post amargo e piegas e obrigada por terem me escutado. Assim distribuo a amargura entre várias pessoas e não somente em cima dos coitados que têm sido a orelha da vez.

12 Comentários:

Blogger Daniel Ribeiro disse...

Tem fases q tudo é uma droga, nos sentimos solitários e tudo parece perder o sentido. Parece que vivemos para o trabakho, e na verdade estamos vivendo. Esta sensação que está tendo é um alerta do seu corpo, e da própria vida, para você se mexer, ir para a academia, fazer amigos, conhecer gente, abraçar, dar risada, etc.
Não fique pra baixo, vc é uma mulher muito bonita, um sorriso incrível e muito melhor que a grande maioria das mulheres.
Como já te falei, vc é a morena mais gata que eu conheço.

Bjus carinhosos e um abraço gostoso.

Se cuida.

To sempre qui. Conte comigo.

10:46 PM  
Blogger Cláudia disse...

Puxa, Daniel... obrigada, mesmo. Você tem razão, vou melhorar!
beijo

11:04 PM  
Anonymous Anônimo disse...

Nosssaa Prima,

Nuncaaaaaaaa, mais nunquinha li se quer um post assim...pois nao é mesmo de vc ficar reclamando de tudo!!!
Pois segundo vc, tudo tem um lado positivo...principalmente nas suas lentes rosas, nao é?

Pois eh...mas, q bom q vc conseguiu desabafar aqui com a gente!!!
Temos fases assim mesmo...mas vai passarrrrr!!!Tenho certeza que logo logo estará tudo certinho, como sempre foi...Tenha calma!

Vc é inteligente...saberá sair dessa!!!

No mais, nao se preocupe no momento em buscar alguem ou se cobrar tanto pq nao foi à academia...tenta focar somente na solução do "problemao", pois resolvendo isso, tudo depois se ajeita...

Bom, tbm to aqui, viu???

bjus e fica com Deusssssss!!!!

Nana

11:52 PM  
Blogger mc disse...

Clau, eu também acredito muito na teoria das fases. Tem fases que parece que temos uma mãozona segurando nosso pé impedindo a gente de se mexer, em outras a lei de murphy impera e tudo parece dar errado... O importante é, por mais que as coisas estejam difíceis, você saiba que é só uma fase e vai passar. Respeite sua vontade de ficar em casa se não estiver se sentindo muito sociável e tenha fé que as coisas vão melhorar!
Um beijo, to aqui de longe torcendo pra que a fase passe rapidinho! (e para q vc conheça um italiano irresistível! rs..)

6:50 AM  
Blogger ANNA disse...

Clau,
Quem não tem dessas fases, não é?
Até vc que é o bom humor em pessoa.
E isso é natural, pq a vida insiste em nos mostrar a cada pouco que não é tão simples assim ser bem sucedida! Mas isso é pra gente valorizar sempre mais as nossas conquistas e esforços.
Eu tb não gosto de falar quando estou com algum problema para resolver, o problema é que nem todo mundo respeita essa nossa necessidade, e isso sempre é um problema para mim.
Clau, eu comecei a fazer academia há quase dois meses, foi difícil começar, mas deu uma super melhorada no meu astral e até mesmo no meu rendimento no trabalho. Exercício físico ajuda a oxigenar o cérebro e isso contribui na árdua tarefa de matar um ou mais leões por dia!
Vale a pena fazer um esforço!
No mais, tb fico aqui torcendo muito para um "piu belo ragazzo" aparecer em sua vida.
Beijo grande
urbAnna

8:22 AM  
Blogger MH disse...

Desabafar faz bem!!

Não entendo absolutamente nada de administração de negócios, mas sei que você é determinada e vai encontrar uma solução. No mais, como diz minha irmã, é uma fase. Fases passam, graças a deus.

Aguenta firme, curte muuuuito o colo dos pais, e pode despejar as reclamações pra cima da gente sempre que quiser dar uma aliviada na carga...

beijo!

10:32 AM  
Blogger Ana disse...

Clau
faz muito bem desabafar. A gente tem que aprender de uma vez por todas que não somos mulheres maravilha e que sim, as vezes precisamos de ajuda.
Boa sorte ,que Deus lhe mostre o caminho. Tenho certeza que vc vai conseguir!
Super beijo.

10:42 AM  
Blogger Virgínia disse...

E eu ainda reclamando da minha bagunça!!! Vai melhorar Claudia! Tem que melhorar! Ano novo, tudo novo! Clichê, mas é a verdade! Bj

1:49 PM  
Blogger Giovanna disse...

Isso também vai passar, querida, dias difíceis vem e vão, olhe para trás e veja quanto vc já conquistou, e siga em frente com a certeza de que em breve esse momento tb fará parte do seu passado vitorioso... força! bjo

2:01 PM  
Anonymous Anônimo disse...

Força na chapinha, que a marolinha vai passar. E academia é bom, produz seratonina, levanta o ânimo, pra poder enxergar as coisas com outra perspectiva.
Bjs Rosana.

5:38 PM  
Blogger Dedinhos Nervosos disse...

Cláudia, tem uma época que parece que tudo está contra a gente. Ás vezes não parece, às vezes é. Mas sempre acredito que é uma fase e vai passar. O problema é o que fazer para que ela passe da melhor maneira... principalmente quando o rumo das coisas está um pouco fora de alcance. Mas uma coisa a gente pode fazer, que é tentar fazer algo pela gente, como ir a academia, ir ao cinema, sei lá, alguma coisa que, ao menos distraia, q desvie as atenções pq ficar sofrendo o tempo todo não ajuda em nada. Quando eu fico assim, tb não gosto mto de falar sobre a situação e não consigo interagir mto bem. Aí fico mais na minha e faço programações sozinha, como ver milhões de filmes, ler e escrever, sim. Pq desabafar tb é imporantante. Beijos e espero que essa fase passe logo.

5:38 PM  
Anonymous Vivi disse...

Cláu,
Sou sua fã desde que entrei aqui pela primeira vez.
Uma das coisas q admiro é este seu jeito de sempre rir dos problemas da vida, invertê-los e virarem histórias! E qtas vc não tem para contar, nao? Bem vi aquele dia...
Então é esperar a poeira abaixar, pegar um papel, caneta, listar as metas + básicas e continuar caminhando, com toda a sua elegância, no caminho da vida!
E vc tem a receita da felicidade sim!!!
Jà, já, passa...se é que - com o final de semana de Fórmula 1 - não tenha passado, não é mesmo?
Beijão, Cláu!
(E cá entre nós, tem hora que a gente precisa desabafar sim! E como!! Aproveita aqui!!)

7:10 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial