Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP

quarta-feira, janeiro 03, 2007

Um capítulo de novela

Coisa mais difícil do mundo é eu assistir a um capítulo de Páginas da Vida. Se contar nos dedos a quantos capítulos assisti desde que a novela começou, não dá uma mão inteira. Se for capítulo inteirinho, de cabo a rabo, então, não da nem mesmo um dedo.

Mas hoje resolvi assistir, pra ver a quantas anda e ver se já conseguiram deixar a Marta vilã, porque até onde eu sei a mulherada toda tava se identificando bastante com ela (quantas neste Brasil afora não têm um marido banana que não resolve PN dentro de casa, hein hein?), se a Ana Paula Arósio tinha enfeiado ao menos um bocadinho pra eu poder voltar a acreditar em justiça divina, ou se a Deborah Evelyn tinha desistido do papel de Deborah Evelyn, ou a Daniele Winits desistido do papel de Daniele Winits. Bom...

Aí eu já me deparo com a cena do Renato dando tchauzinho pra Isabel. Nem sabia o que tava rolando, até que ele chega em casa, todo cambaleante naquelas muletas, e ainda tem a capacidade de dizer pra mulher que foi sim ver a Isabel, que precisava, que ela era muito importante pra ele etc etc. EM PLENA NOITE DE NATAL!! Na boa, depois a mulher levanta, dá uma bica nas muletas e o cara se esborracha no chão, ainda vão dizer que ela é megera. Covardão de tudo, se gosta da outra, por que não sai de casa de uma vez?

E a Nanda? Filha, canta pra subir! Êita, fantasminha que roda hein? Só no Leblon obviamente. Ela vai na casa da Helena, vai na casa do Francisco, nem sei se já apareceu para o pai das crianças - devia, pra puxar pelo pé todas as noites, pena que ela é fantasminha camarada! - vai à praia, compra jornal na banca, pão na padaria, faz as unhas no salão da esquina pra se inteirar das fofocas, e se duvidar até faz umas operações espirituais no hospital onde todos os médicos do Rio de Janeiro trabalham. Tem médium por aí se unindo pruma sessão de descarrego, porque com todo esse passe livre, a neguinha tá tirando o ganha-pão de muita gente que vive de intermediar o bate-papo entre os vivos e os mortos.

Agora me diga uma coisa: que mulher neste mundo de meu Deus fica grávida do namorado, esconde a notícia dele, tem o bebê, dá pra adoção e vira freira? Quem? Quem? Quem? A menos que o pai da criança seja um serial killer de criancinhas, absolutamente toda mulher contaria para o pai que está grávida, ainda mais sendo o pai um médico gentil, educado, bem-sucedido, gente boa, carinhoso, lindo, charmoso, inteligente, caridoso, humanitário e tudo de bom. Tá certo, ele namora a Helena, mas ninguém é perfeito neste mundo, a gente não pode querer tudo.

Outra coisa: por que a Lavínia não pode usar maquiagem e a irmã Má pode circular pelos corredores do hospital como se tivesse passado pelas mãos do Duda Molinos todo dia ao acordar? Se olharem bem, vão descobrir que a Bíblia dela é fake, que só a capa é da Bíblia, que dentro mesmo é aquele livro Maquiagem, podem apostar!

Chato, chato mesmo é aquele casalzinho teen. Pelamordedeus! Alguém bote um rock, um house, um psycho pra tocar quando eles aparecem, eu suplico! Pelo menos a música da Perlla, vai, ou uma Uánessa Camargo... Aquela música clássica no fundo, fúúúnebre toda vida, com todos aqueles diálogos lindos, edificantes, cabeça e fofos, ela sempre de vestidinho com rendinhas... Será que reeditaram Celebridade e resolveram contar a adolescência da chatérrima da Maria Clara Diniz?

E me digam porque o Lucas não instala a ex-mulher e a filha num flat, pensão, apartamento alugado, ou algo do tipo, em vez de ficar aquele mafuá todo dentro de casa ad eternum? Vai ser vaidoso assim na China e gostar de todo mundo em volta, hein?

No fim de tudo, o depoimento de alguém sobre alguma coisa. Sempre uma tragédia pessoal que no fim dá tudo certo, meio como Steve Austin, o Homem de Seis Milhões de Dólares: perdeu as duas pernas, um braço e um olho, mas ainda está vivo!

Aaaahhhh, bom!





(e agora que já denunciei a idade me lembrando do Steve Austin, fico por aqui mesmo...)

9 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

eu ainda acho que o Diogo não merece essa moral toda que voce deu pra ele nao..

10:30 PM  
Anonymous Anônimo disse...

Rrsssrsrs.
Cara, assistir essa novela com sua irmã do lado...é como ler esse blog todos os dia na hora da novela...Os comentarios são quase os mesmos...rs.
Genteeeeeeeee!!!Concordo com tudo, mas nao esqueça...é uma novela e ainda, do Maneco!!!rsrsrs.
Ngm merece!!
Ah! sem contar q nao consigo ver mais a cena q aparece Regina Duarte sem rir...pois lembro de um post seu falando das jogadas de pescocinho dela...rsrsrs.
beijosssssssssssss

5:53 PM  
Blogger Ana disse...

Novela? Hein? Quê? Cuma?
To brincando...rs Mas a verdade é que Graças a Deus perdi essa mania... so assisto assim de vez em nunca. Nem ultimos capitulos nao to vendo mais. :P
Beijos

6:57 PM  
Blogger Gastón disse...

Eu sou livre, LIVRE de novelas. Eu não vejo um capítulo de novela desde sei lá quando. Menos essa das sete que eu vi meio bloco pra assistir meu amigão Rodrigo Lombardi. O único dos meus companheiros de teatro que seguiu carreira. Ainda bem que ele apareceu rápido.

11:49 PM  
Blogger Andorinha... disse...

Cláu, vc é um barato.
Também não tenho tempo de assistir, normalmente. Mas fiquei estas duas últimas semanas em casa e tive o 'prazer' de me irritar muuuito com este casalzinho teen; olhar pro Marcos Paulo e reafirmar que ele é bonitão, mas cafa e olhar pra Helena e pensar que a Renata Sorrah era muito mais feliz qdo era a NAZARÉ!!!

10:42 AM  
Blogger Cláudia disse...

Pessoal,
tem séculos que não acompanho novela, minissérie ou algo assim. Eu sempre fui mó noveleira, mas viciei nas séries da Warner e deu no que deu.
Mas sinceramente, desde Celebridade, quando dava pra meter o pau todo dia na Maria Clara Diniz e seus derivados, não aparecia uma novela tão prato cheio assim.
Deu até vontade de assistir mais vezes, só pra ter o que escrever aqui no blog.
beijo

3:44 PM  
Anonymous Anônimo disse...

E o casal Martalex, que se mata o dia todo e depois vai dormir junto, no mesmo quarto e mesma cama? Será que é uma fantasia do tipo "dormindo com o inimigo?". E outra coisa, por que a Penadinha não dá a dica da mega sena acumulada pra mami, assim ela larga do pé dos moleques e vai pro Caribe dançar salsa com o Luciano, que percebeu que a namorada ia ser igualzinha à mãe dela daqui a um tempo.
A propósito, o novelão hoje foi demais.
O Manoel Carlos devia abrir uma agência de empregados domésticos, ia faturar alto.
Bjs. Rosana

12:34 AM  
Anonymous Anônimo disse...

Ei, dia desses vi uma cena perdida desse filme aí que você citou, Steve estava (sorry, o trocadilho foi inevitável)com um top (sim, top, modelo "machão" ainda por cima)pink que deixava dois palmos de barriga (não,não era abdomen)de fora, lutando em um ringue. Só faltou o gel. Uma abominação.
Bjs. Rosana.

12:40 AM  
Anonymous Anônimo disse...

GEnte, falar dessa novela de merda é irresistível!!! O carro do filho do jardineiro!!! O cara pára o golzinho amarelinho e cinco segundos depois pára o Xorxe com um jipão X-TERRA a uns cinco centímetros, dá os parabéns mais efusivos do mundo e ainda sai pra dar uma voltinha!!! A propósito, como sai um honda fit do bolso do Greg e a muié dele nem nota? Foi assim que esse povo enricou, não ligando pra trocado?
Bjs. Rosana.

12:52 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial